Contato

A imigração europeia e o prazer da boa comida – e de bons doces – faz com que os portenhos sejam uma referência na confeitaria. Em minha última estada lá, quando fui fazer mais um curso de Macarons com o chef Nicholas Welsh, aproveitei e visitei minhas confeitarias de Buenos Aires preferidas.

A que mais gosto é a Smeterling Patisserie, pequenininha em tamanho (só tem uma mesinha e alguns bancos no balcão), mas gigantesca em sabores e criatividade. A chef confeiteira Isabel Vermal e sua equipe elaboram um cardápio de mini tortas, cookies, macarons e cupcakes com sabores bem gostosos. Provei um mini bolo de mousse de chocolate amargo com doce de banana que estava divino! Também experimentei um de banana com mousse de doce de leite (é, eu tenho uma caidinha por doces com bananas) e um de mousse de pistache com chocolate amargo. Os três mereceram nota 10 pela textura, sabor e criatividade na montagem. Além desses doces que mencionei, a chef e sua equipe fazem bolos decorados para casamentos.

Quando você for a Buenos Aires, dá uma passadinha lá pra comer um docinho e tomar um café. Vale a pena!

Endereço: Uruguay, 138 – Recoleta

A confeitaria Las Violetas também é parada obrigatória. Data de 1884 e a decoração é toda em art nouveau. Foi fechada no final da década de 1990, mas reabriu suas portas e hoje é patrimônio histórico de Buenos Aires. É um café e restaurante portenho maravilhoso, com doces, tortas e bolos bem tradicionais, além do serviço dos garçons ser impecável. Parece que você voltou no tempo. Vale uma visita, nem que seja para ver a decoração e os vitrais.

Endereço: Avenida Rivadavia, 3899

Outra confeitaria muito conhecida que eu ainda não tinha visitado é o Café Tortoni, mas acho que lá o que mais vale é a visita ao prédio histórico, que data de 1858. O serviço não é muito amistoso e os bolos e doces que eles vendem você encontra em qualquer outro café de Buenos Aires. Não vale a fila de quase uma hora para conseguir uma mesa.

Endereço: Avenida de Mayo, 825